Moçambique celebra o Tempo da Criação

Setembro 16, 2019 12:01 am

Em celebração ao Tempo da Criação, a Juventude Anglicana da Diocese dos Libombos em Moçambique marchou pelas ruas de Maxixe carregando cartazes da juventude anglicana. 55 árvores foram plantadas para deixar a cidade mais ecológica.

Depois, os jovens participaram de várias conversas. O reverendo Mpho Mohale, representando o capelão provincial da juventude, os incentivou a vestir toda a armadura de Deus, e Canon Rachel, dos Anglicanos Verdes, falou sobre a sacralidade da terra de Deus. Os jovens se preocuparam em manter o santuário da igreja limpo, pois o santuário da Terra é imundo.

Canon Rachel explicou como o plástico não se decompõe, mas se divide em pedaços cada vez menores que acabam em nossos rios e oceanos. Até 2050, haverá mais plástico do que peixe nos oceanos. Ela levou uma mensagem do arcebispo, exortando os jovens a assumirem a liderança pelo cuidado da criação.

À tarde, houve uma mostra de saúde em que as pessoas podiam coletar sangue e fazer vários exames, e também uma exposição de arte onde os jovens exibiam seus produtos.

Uma maravilhosa celebração eucarística se seguiu sob a liderança de Dom Carlos Matsinhe. Os jovens seguiram com louvor e adoração até de madrugada! De manhã, os jovens se juntaram à Eucaristia matinal na abençoada igreja da Virgem Maria de Chambone. O Reverendo Mpho desafiou os jovens com a passagem de Jeremias 2:7, dizendo: “Encaminhei-vos a uma terra de vergéis, para lhe comerdes os frutos e saborear-lhe os bens; tão logo chegastes, maculastes-me a terra; e transformastes minha herança em lugar que me causa horror”.

Canon Rachel entregou o novo manual da juventude em português, “Cuidar da Criação”, aos líderes e capelães da arquidiocese. Os funcionários do governo da província que estavam presentes também receberam uma cópia entregue pelo bispo.

Após o serviço, os jovens recolherem o lixo para deixar a Mãe Terra limpa antes de retornarem a diferentes partes de Moçambique.